Multiverso do Pedroca #5 – Flash: Renascimento

26 de julho de 2015

Para Emilly

Faaala dudeverso, aqui estou eu mais uma vez pra falar desse arco sensacional que mostra a necessidade de ter amigos e aliados em nossas vidas para nos ajudar nos momentos difíceis. E foi disso que o homem mais rápido vivo precisou depois de ressuscitar no fim de CRISE FINAL e ter suas motivações e sua força de vontade testadas no arco THE FLASH: MODERNISMO RENASCIMENTO.

The_Flash_Rebirth-6_Cover-2

Como sempre, vamos começar com a sinopse: “Durante o cataclisma que ficou conhecido como Crise nas Infinitas Terras o Universo DC perdeu de forma trágica um de seus maiores heróis,  Barry Allen, o Flash, sucumbiu enfrentando o Anti-Monitor. Apesar de seu legado continuar vivo em Wally West e seu nome se tornou uma lenda. Mas para as lendas nem mesmo a morte é um impecilho, e agora você vai poder conferir o retorno de um dos maiores heróis da Era de Prata dos quadrinhos. O Flash vai voltar a toda velocidade e terá o desafio de se reajustar a sua nova realidade, e ainda quem está por trás de seu renascimento…”

Essa história tem roteiro de Geoff Johns (que comandava as histórias do flash desde 2000) e desenhos (espetaculares) de Ethan Van Sciver, e mostra o Flash da era de prata dos quadrinhos, vulgo Barry Allen, tentando se ajustar ao mundo dos vivos depois de passar mais de 20 anos de quadrinhos “morto”.

Sem entender como e por quê ele foi retirado da “força de aceleração” (que é a energia que dá à todos os heróis velocistas da DC seus poderes), barry tenta buscar motivação pra seguir com a vida, achando que ele perdeu muito tempo que nunca vai conseguir recuperar. Nesse meio tempo, ele se distancia de seus amigos e família, os quais planejam uma festa de retorno pra ele. O lanterna verde e melhor amigo de Barry, Hal Jordan, tenta intervir na situação conversando com Barry, mas o mesmo se mostra esquivo, fugindo com sua supervelocidade.

Durante uma dessas fugas, Barry sente uma coisa errada na força de aceleração, após isso ele enxerga outro velocista (o qual eu esqueci o nome agora) correndo mais à frente. Ao alcançá-lo e tocá-lo, Barry começa a absorver a vida do velocista, transformando-o em pó. Assustado, o mesmo corre para encontrar Wally West, seu ex parceiro e substituto após sua morte, buscando ajuda. Em outro lugar, um esqueleto com o uniforme do flash negro (entidade da morte dos velocistas) cai no meio de uma plantação abrindo uma cratera no chão.

Sentindo esse distúrbio, Barry e Wally vão ao local da colisão e encontram a ossada do flash negro. Barry se pergunta quem seria capaz de matar a morte, e então um refluxo de energia ocorre no corpo de Barry, mudando a cor do raio que ele cria de amarelo para vermelho e seu uniforme de vermelho para preto, revelando assim que Barry Allen é o novo flash negro.

Para impedir barry de absorver a energia e matar seus amigos, os velocistas chamam os super-heróis para criar um pára-raio que irá separar Barry da força de aceleração, no entanto, a energia é muito grande e explode a contenção em que o flash estava preso. Barry, para proteger seus amigos e sua família, começa a correr para se unir com a força de aceleração novamente (essa parte em específico mostra Barry botando o superman pra comer a poeira dele na velocidade do som).

Ao ultrapassar as barreiras da realidade com sua velocidade, Barry entra em uma dimensão que não conhecia, a força de aceleração negativa, e encontra o culpado por todos os problemas que ele vem passando, Eobard Thawne, o flash reverso. Thawne revela a Barry que a foça de aceleração negativa está consumindo a positiva a medida que Thawne corre e que ele é o responsável por todos os acontecimentos ruins na vida de Barry, incluindo o assassinato de sua mãe, e que planeja matar a esposa do flash, Iris West, antes mesmo deles começarem a namorar.

flashrebirth5_post

Segue-se uma sequência de lutas dentro da força de aceleração e pelo fluxo temporal, e com a ajuda da família flash, Barry consegue prender Thawne no pára-raio e separá-lo da força de aceleração negativa, possibilitando sua imobilização e seu encarceramento.

Esse arco foi escrito para explicar a volta do flash da era de prata dos quadrinhos para as revistas regulares. Foi um arco polêmico, pois vários fãns mais jovens acharam desnecessária a volta de Barry Allen já que o terceiro flash, Wally West, era muito mais conhecido, já que passou mais de 20 anos carregando o manto de seu predecessor. Alguns também alegaram que o retorno de Barry Allen iria ofuscar todos os outro velocistas, que teriam seu desenvolvimento como personagens bem minimizados, para não ofuscarem o segundo flash nos quadrinhos.

Fora essa polêmica, eu acho essa saga muito bonita e prazerosa de se ler, porque mostra a importância dos amigos e da família para o desenvolvimento de um personagem, pois todos os velocistas precisam de um pára-raio para lhes manter ligados à seu tempo original, sejam seus filhos, suas esposas, etc. Esse arco mostra também que o Flash é mais que um cara que corre rápido, mostra que ele tem medo de machucar as pessoas que ama e de perde-las novamente, por isso ele tentava se afastar. Mas seus companheiros não deixaram e além disso foram essenciais na luta contra o flash reverso, já que o segundo flash estava inseguro se poderia vencer ou não no quesito velocidade.

dc-comics-the-flash-flash-comic-hero-wallpapers-hd-x-px (1)

Esse arco com certeza foi usado pra escrever o roteiro da primeira temporada do seriado THE FLASH, que fez muito sucesso e que já tem uma segunda temporada agendada para o mês de outubro de 2015. Concluindo, é uma história muito polêmica, mas muito bonita, que vale a pena ser lida, e que mostra a importância de nossos amigos e família em nossas vidas.

Esse post é dedicado à ela que é a maior fã do flash que eu conheço, ela que foi a mulher mais rápido do mundo pra roubar meu coração, e por ela eu corro mais rápido que a luz.

É isso galera, quaisquer críticas e sugestões podem fazer no meu Twitter: @pedronina54, obrigado por terem chegado até aqui, beijos e abraços seus lindos, até o próximo domingo

 

Espalhe o Dudecast
The Dudes © 2017