– Arte da Capa: André Bertanha

Salve, Dudes! No (nostálgico) papo de hoje, RaphaelAndrey Rhuan falam sobre os programas infantis que marcaram época!

Mande o seu e-mail para os Dudes e os deixem felizes:

dudecast@thedudes.com.br  (tem até formulário no site, deixa de ser preguiçoso)

RECADOS AOS DUDES:

– Canais do Diego Birth: Di Bobera e Diego Birth Cover

– Feeds dedicados para Android: Dudecast, Dudes Entrevistam e Nivecast!

– 5 ESTRELINHAS NO ITUNES COM A PONTE DO MARIO! PLIM!

– Página dos Dudes no Facebook

– Sigam o Dudecast no Twitter

– Redes Sociais dos Dudes:

– Instagram: Rapha, Andrey, Matheus Dude e Rhuan

– Twitter: RaphaAndrey, Matheus Dude e Rhuan

– Assinem o feed

– Assinem o feed do iTunes

Duração: 1h23min54seg

Tamanho: 57,4MB

Assine o feed

Assine o feed no iTunes

Créditos: Music by audionautix.com under Creative Commons License 3.0

Music by incompetech.com under Creative Commons License 3.0

Espalhe o Dudecast
  • Marcos Aguiar

    Salve Dudes.
    Volto a escrever depois de muito tempo, neste maravilhoso podcast.

    Games marcaram muito minha infância de mulek de apartamento, Meu primeiro videogame foi um clone de Mega Drive que minha tia trouxe do Paraguai, o negócio era tão falso que se chamava Mega Power (kkkkkk) isso em 1996, logo depois herdei um Super Nintendo do meu primo. E veio o video game da minha vida o PS1 modelo Baby esse foi o melhor de todos, eu tinha um porta CD cheio com os mais diversos jogos, passava horas e horas jogando no fim de semana, caiu uma lágrima dos meus olhos de lembrar do Crash Bandicoot.. Na época tive vários outros consoles genéricos e que nunca parei para dar bola incluindo o Game Gear da sega com Sonic, mas que não durava muito a bateria que fez deixar ele de lado. Fiquei um longo tempo nos portáteis, agora que acabei a faculdade to voltando louco assim como Raphael por um Nintendo Switch, mas o grande país BR me obriga a ir no mais barato então vou de PS4 feliz.

    Vlw Dudes continuo ouvindo semanalmente, parabéns pela regularidade sempre ouço indo de um, paciente para o outro, torna o trajeto menos solitário.

The Dudes © 2016