Criador de Black Mirror revela 6 curiosidades sobre a série

17 de novembro de 2016

A cada temporada de Black Mirror que passa, ficamos com mais receio de utilizar qualquer tipo de tecnologia, com gente morrendo com videogames ou tendo que transar com porcos. Mas o criador da série Charlie Brooker insiste que Black Mirror não é antitecnologia.

Esta foi apenas uma das revelações que Brooker e a coshowrunner Annabel Jones revelaram num evento de perguntas e respostas com fãs promovido pelo Reddit. Confira outras revelações da dupla:

1 – A série é pró-tecnologia

Apesar da maioria dos episódios mostrar tecnologias avançadas arruinando a vida das pessoas, Brooker diz que a série não está “dando uma banana para o iCloud”.

2 – Community não influenciou o episódio “Nosedive”

Muita gente notou as semelhanças entre o episódio da nova temporada “Nosedive” e “App Development and Condiments”, episódio da quinta temporada de Community. Brooker, porém, diz que tomou conhecimento deste episódio apenas recentemente.

3 – Brooker teve um momento de Black Mirror na vida real

Estar ocupado demais para escrever um episódio de Doctor Who foi mais triste do que qualquer coisa que ele já fez na série.

4 – Há a possibilidade de uma sequência no futuro

Brooker está aberto à possibilidade de fazer uma continuação do episódio “White Bear”, da segunda temporada.

5 – “Playtest” quase teve uma versão ainda mais amedrontadora

Aparentemente o episódio da terceira temporada “Playtest”, sobre um jogo que utiliza as memórias do próprio jogador para amedrontá-lo, poderia ter sido pior. Havia um “modo de pesadelo” no jogo mostrado no episódio.

6 – O segmento que foi cortado porque era muito deprimente

Ao contrário do que dizem, Brooker tem noção do quão pesada é sua série. Ele cortou um segmento de “White Christmas”, especial de Natal de Black Mirror estrelado por Jon Hamm, ao decidir que era muito sombrio. Mesmo para a série. Todas as temporadas de Black Mirror estão disponíveis na Netflix.

Espalhe o Dudecast
The Dudes © 2016